Novidades


Fecomércio-MT realiza palestra sobre Pirataria na 24ª Reunião Técnica do Procon-MT

Fonte: Fecomércio-MT

A convite do Procon de Mato Grosso, a Fecomércio realizou nesta sexta-feira (29), uma palestra durante a 24ª Reunião Técnica do Procon do Estado, em Rondonópolis (MT). Com o tema “Prejuízos da Pirataria no Comércio e Sociedade”, a entidade pode mostrar o enorme prejuízo que essa prática causa na economia, ou seja, a pirataria não recolhe em impostos o montante de 41 bilhões de reais por ano no Brasil, valor superior ao orçamento previsto para a educação neste ano, que é de 31 bilhões de reais.

Além disso, o próprio consumidor também é grande prejudicado, com produtos sem qualidade e que podem trazer enormes riscos à saúde. Por isso, o superintendente do Procon estadual, Onofre Junior, relembrou da importância da federação em ministrar o tema de grande relevância aos dirigentes do Procon no município. “Nós (Procon-MT) julgamos ser de grande relevância trazer esse tema nesta reunião. O combate à pirataria e contrabando também é um papel do Procon e a partir daí, podemos discutir ações integradas e sempre em favor do comércio legal e da concorrência perfeita”.

O Sindicato do Comércio Varejista de Rondonópolis também participou da reunião e o seu presidente, Almir Batista, salientou o problema causado pela pirataria em todo País. “Essa prática criminosa precisa ser combatida e o lançamento da Cartilha Contra a Pirataria Contrabando, ferramenta da Fecomércio, veio para agregar e ajudar a trilhar caminhos melhores no comércio do Estado”, explicou Almir que reforçou o apoio de entidades públicas como o Procon com a iniciativa privada em prol do comércio legal.

A palestra foi ministrada pelo superintendente da Fecomércio, Evaldo Silva, designado pelo presidente da Fecomércio-MT, Hermes Martins. “A palestra foi produtiva e a parceria da Fecomércio-MT com os órgãos fiscalizadores está dando resultado e deve continuar em outras regiões do Estado”, finalizou Evaldo Silva.




Redes Sociais